Dor na Coluna

Dor na Coluna: Quais as possíveis causas?

Cerca de 90% das pessoas, eventualmente, vai apresentar algum tipo de dor nas costas ao longo da vida. O problema bastante comum na população e pode ocorrer de forma aguda (quando tem início rápido, começou há pouco tempo) ou crônica (quando dura por no mínimo três meses).

A região mais frequentemente acometida é a região lombar, caracterizando a lombalgia, um incômodo na parte mais baixa da coluna, acima da região das nádegas, e pode acontecer em qualquer idade, normalmente, entre os que não praticam atividades físicas regulares ou que fizeram algum esforço.

As causas são inúmeras e a identificação delas pelo médico neurocirurgião é essencial para que seja feito um diagnóstico correto para a indicação do tratamento adequado.

Entre as causas para a dor nas costas estão: a falta de atividade física regular, dores originadas da musculatura, das articulações, a hérnia de disco, escoliose, artrose (desgaste da coluna); assim como outras causas fora da coluna como cólica e problemas renais.

Um outro padrão de dor associado à coluna é a ciática. Essa é uma dor que se irradia no trajeto do nervo ciático, que segue da nádega para a região posterior da coxa, face lateral da perna e pé. A ciática é menos comum que a lombalgia (ocorre em 2% da população) e em 75% dos casos melhora dentro de 10 a 30 dias.

Quando ir ao médico?

É indicado ir ao médico quando as dores na coluna são intensas, constantes, não passam mesmo em repouso e surgem outros sintomas, como:

  • Dor na perna ou no glúteo;
  • Sensação de dormência ou formigamento nas costas, pernas ou glúteos;
  • Dificuldade para realizar movimentos, como andar, abaixar ou levantar;
  • Febre
  • Piora importante à noite

A ida ao médico neurocirurgião é importante para que sejam feitos exames que permitam concluir diagnóstico e, assim, iniciar o mais breve possível o tratamento, evitando a progressão da dor e complicações.

TRATAMENTOS

Quando o indivíduo passa a sentir incômodos constantes nas costas, ele deve se dirigir a um médico neurocirurgião para que o mesmo, com base em uma conversa sobre o tipo de dor (intensidade, frequência e local), possa realizar o diagnóstico inicial.

A partir da suspeita, o paciente será encaminhado para exames que possam confirmar o diagnóstico (radiografias, tomografia, ressonância magnética, entre outros – eles variam de acordo com o quadro clínico e seus sintomas). Em seguida, será possível determinar o melhor tratamento.

Geralmente, o tratamento inicial para dor nas costas é realizado com medicações analgésicas e reabilitação, como, por exemplo, a fisioterapia. Mas, pode até mesmo ser necessário tratamento cirúrgico, dependendo do caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *