Como o neurologista pode ajudar no combate a insônia

O que é insônia e como reconhecer seus sintomas?

A insônia, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), afeta 40% da população brasileira. O sono é uma das várias funções desempenhadas pelo cérebro, que ocorre principalmente no período da noite, quando haverá a produção de substâncias cerebrais e a realização de atividades neurais importantes para o seu perfeito funcionamento durante o dia. Quando esta função é prejudicada de forma persistente, como na Insônia Crônica, vários sintomas poderão ocorrer como:

— Sensação de sono não restaurador ao despertar

— Sonolência diurna

— Dor de cabeça

— Tontura

— Fadiga

— Alterações do humor

— Dificuldade para concentração e distúrbios da memória

O que causa a insônia?

A insônia pode ser decorrente de várias causas. Ocorre com frequência em pacientes com ansiedade, estresse e depressão. Manifesta-se também em pessoas que precisaram realizar funções durante a noite por período prolongado, seja no trabalho, ou cuidando de familiares enfermos ou crianças, fazendo a chamada “privação do sono”.

A insônia pode ainda ser consequência de hábitos não saudáveis no período da noite, que desviam o equilíbrio entre o sono e a vigília (período que estamos acordados), favorecendo o estado de vigília e dificultando o início do sono. A correção destes hábitos ruins é conhecida como Higiene do Sono. Algumas das principais recomendações da Higiene do Sono envolve:

— Estabelecer um horário regular para deitar e levantar da cama;

— Evitar o sedentarismo, praticando atividade física regularmente;

— Evitar assistir TV, assim como exposição a telas luminosas de celulares, tablets e Notebooks, nas horas próximas ao horário de dormir;

— Não ingerir bebidas alcoólicas, energéticos e derivados de cafeína;

— Evitar refeições em horário próximo ao de dormir.

Existem também alguns distúrbios do sono que não são desencadeados por causas externas, mas por alterações do funcionamento normal do cérebro durante esse período.

Como é realizado o tratamento da Insônia?

O tratamento envolve SEMPRE a identificação e mudança de hábitos inadequados para a boa higiene do sono. Porém, com certa frequência, a correção da higiene do sono, como tratamento isolado, pode não ser suficiente para resolução do problema, sendo necessário complementar a terapêutica com uso de medicamentos, por exemplo, até que se recupere a fisiologia da rotina do sono. Outros distúrbios também necessitam de tratamento específico, como, por exemplo, a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono. Nesses casos, a obstrução da respiração com momentos de pausas prolongadas da respiração, provoca microdespertares reduzindo a eficiência do sono.

Sono é qualidade de vida

Dormir bem é um dos principais influenciadores de uma boa qualidade de vida, interferindo em outras funções importantes como no humor, relacionamento com pessoas, produtividade no trabalho e em funções acadêmicas, memória, além de ter relação com as funções cardiovasculares e metabólicas.

Onde buscar ajuda quando se sofre de Insônia?

O Neurologista é o especialista capacitado para conduzir e tratar transtornos relacionados às funções cerebrais, como no caso dos distúrbios do sono. Irá direcionar os exames necessários, prestar as orientações e, quando necessário, prescreverá medicamentos que possam ajudar no sono.

Quem já passou por este problema, conhece bem a frustração de se sentir cansado e não conseguir dormir, bem como as consequências de um sono insuficiente. Se este é o seu caso, procure ajuda de um especialista para cuidar de você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *