3 Mitos sobre a epilepsia

A epilepsia é, ainda hoje, carregada de mitos pela falta de conhecimento de grande parte das pessoas sobre a doença. Isso traz um prejuízo importante na relação social e na rotina das pessoas com epilepsia.

Vamos desmistificar 3 coisas em que muitas pessoas acreditam, mas não passam de mito.

1. Contato com saliva ou outras secreções do doente transmite, epilepsia. Secreções da pessoa em crise, como a saliva ou urina, não transmitem epilepsia. A epilepsia NÃO é uma doença contagiosa.

2. Abra a boca da pessoa em crise e puxe a língua, pois ela pode enrolar e matá-lo. Durante uma crise convulsiva, não se deve forçar a abertura da boca da pessoa em crise, puxar a língua e nem colocar objetos entre os dentes. Isso pode machucar de maneira grave tanto a pessoa em crise quanto a que está tentando ajudar de maneira errada. Na vigência da crise, a respiração fica ruidosa e o que deve ser feito é deitar o paciente numa área protegida com a cabeça virada para o lado, fazendo com que secreções como saliva excessiva e vômitos saiam da boca e não sejam aspiradas para os pulmões.

3. Quem tem epilepsia não pode dirigir. Existem normas específicas do Detran que definem as condições em que um paciente com epilepsia pode ou não ser autorizado a dirigir veículos automotores.

Em caso de dúvidas, procure um especialista. O neurologista é o médico habilitado a avaliar, diagnosticar e cuidar desses pacientes.

Gostaram do texto? Acompanhe o nosso blog e as nossas redes sociais para continuar se informando sobre este e outros assuntos. É o NOZ Neurocentro sempre com você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *